Em entrevista ao site Awards Watch, Evan conversa ao telefone com o cr√≠tico de cinema e TV, Dewey Singleton, o qual faz perguntas sobre a miniss√©rie Mare of Easttown, sobre as grava√ß√Ķes e colegas de atua√ß√£o.

√Č dif√≠cil imaginar que o Evan Peters que eu conversei no telefone hoje √© o mesmo homem que interpretou uma gama de indiv√≠duos doidos por 10 anos em American Horror Story e est√° em produ√ß√£o em Monster, interpretando o not√≥rio serial killer Jeffrey Dahmer, para o conhecido diretor de AHS, Ryan Murphy.
O incrivelmente prazeroso Peters, no qual alguns conhecem como Quicksilver do universo X-Men e mais recentemente visto em WandaVision, da Disney+, tem uma habilidade incr√≠vel de desaparecer em cada papel que assume. Quer ele esteja interpretando o marido extraviado Stan em Pose ou o ladr√£o de museu Warren em American Animals, sua prepara√ß√£o √© completa e diligente e leva a resultados fant√°sticos. Seu √ļltimo papel √© um pouco diferente do que costumamos o ver interpretando. Peters interpreta o detetive Colin Zabel na miniss√©rie de sucesso da HBO, Mare of Easttown, que acabou de finalizar sua temporada em 30 de maio como um dos maiores programas de TV da temporada, onde ele estrela ao lado de Kate Winslet e Julianne Nicholson. Zabel √© a espinha dorsal moral desta narrativa e permite a Peters desempenhar um papel ao qual ele n√£o est√° muito acostumado, um bom e legal cara. Tivemos a sorte de falar com Peters ao telefone sobre tudo, desde seu comercial Papa John’s Pizza, spoilers da Marvel, Ryan Murphy e sua atua√ß√£o brilhante em Mare of Easttown. Mas cuidado, h√° spoilers pela frente se voc√™ ainda n√£o viu a s√©rie inteira.

Dewey Singleton: Como está, Sr. Peters, está ouvindo? Você está aí?

Evan Peters: Estou ligado, estou aqui. Você pode me ouvir?

DS: Estou te ouvindo. Muito obrigado pelo seu tempo. Eu respeito isso. Eu sei que você tem coisas pra fazer, então vou superar isso e tentar não me abater. Muito obrigado por me permitir falar sobre sua performance maravilhosa em Mare of Easttown.

EP: Obrigado, obrigado por dedicar um tempo comigo num domingo. Eu agradeço.

DS: Vamos come√ßar do in√≠cio, √© claro, porque tenho algumas perguntas importantes para fazer imediatamente. O que voc√™ mais temeu durante sua carreira, pessoas mencionando seu trabalho comercial com o Papa John’s ou recebendo um telefonema de Ryan Murphy para lan√ßar mais um personagem doido?

EP: (risos) Na verdade, n√£o me importo … Papa John’s … foi uma filmagem divertida. √Č sempre um prazer receber uma liga√ß√£o de Ryan, voc√™ sabe, ele √© um escritor t√£o brilhante. Por isso, estou sempre animado para mergulhar em algo com ele. Ele escreve coisas t√£o complicadas que s√£o sempre um desafio.

DS: Veja, eu sou mais fã do seu comercial do Sour Patch Kids, mas acho que isso é apenas um preconceito meu.

EP: (risos) E quanto ao Progressive Insurance? Sempre adorei o Progressive Insurance.

DS: Esse fica em terceiro lugar para mim. (Peters ri) Se eu fosse classificá-los, provavelmente seria РSour Patch Kids, Papa John’s e depois Progressive. Essa é uma classificação difícil para mim. Eu não me vejo a mudando nunca.

EP: E os do Moviefone?

DS: Sim, bem, poderíamos falar sobre isso mais tarde, mas estamos aqui para falar sobre Mare of Easttown, mas eu quero perguntar; o que você gosta em interpretar personagens que são muito sombrios e complicados?

EP: Acho que √© um desafio. √Č por isso que me sinto atra√≠do. Quando eu assumo esses pap√©is, acho que s√£o muito dif√≠ceis de fazer. Acho que, como ator, acho isso um desafio muito intrigante e, como eu disse, voc√™ sabe, Ryan os est√° escrevendo. Acho que escrever √© bom demais para n√£o aceitar o desafio e mergulhar de cabe√ßa. Acho que √© isso que me atrai.

DS: √Č por isso que voc√™ concordou em interpretar Jeffrey Dahmer?

EP: √Č uma hist√≥ria de cair o queixo. Eu n√£o sabia muito sobre isso. Ent√£o, eu estava animado para pesquisar e aprender mais sobre ele.

DS: Nos √ļltimos meses, o que voc√™ mais procurava – spoilers da Marvel ou spoilers de Mare of Easttown.

EP: (risos) Acho que é Mare of Easttown. Todo mundo queria saber quem era o assassino.

DS: Falei com Julianne sobre sua atuação no programa, ela disse que muito poucas pessoas sabiam quem era o assassino. Você foi um dos poucos?

EP: Eu n√£o sabia, n√£o queria saber. Eu propositalmente n√£o li os epis√≥dios seis ou sete para evitar descobrir. Eu queria acreditar que Wayne Potts era o assassino. Eu s√≥ n√£o queria saber. Eu s√≥ queria aproveitar os dois √ļltimos epis√≥dios como espectador.

DS: Eu escolhi o personagem de Julianne desde o início e, é claro, acabamos, você sabe, ambos errados no final. O que inicialmente o atraiu para o projeto?

EP: Bem, acho que Kate Winslet foi uma das principais atra√ß√Ķes, com certeza. Quer dizer, eu sou um grande f√£ dela e ela √© uma atriz brilhante. E ent√£o eu realmente agarrei a oportunidade de trabalhar com ela. Foi tamb√©m um drama policial da HBO. Eu era um grande f√£ de True Detective e todos os programas da HBO que sa√≠ram, √© um √≥timo canal.

DS: Achei que você queria mostrar o outro lado de sua habilidade de atuação.

EP: Foi bom interpretar um cara que era bonito, sabe, pé no chão e normal e veio de uma cidade pequena. Você sabe, me senti mais perto de quem eu sou como uma pessoa que conheço. Esta é uma boa troca e uma mudança em relação às coisas que eu fazia no passado. Eu estava com um pouco de medo de trabalhar com Kate, mas ela provou ser incrivelmente colaborativa e simplesmente fantástica.

DS: O que havia de t√£o assustador na Kate?

EP: Eu acho que ela é uma das melhores atrizes do nosso tempo e, você sabe, só de estar na mesma sala com ela, principalmente em uma cena com ela, você sabe, foi realmente tudo naquele momento.

DS: Qual foi a cena mais difícil de filmar para você, sua sequência final no episódio 5 ou beijar Kate?

EP: Acho que foi beijar a Kate. Quer dizer, eu estava t√£o nervoso em fazer isso. (risos)

DS: Voc√™ j√° se cansou de toda aquela cerveja da Pensilv√Ęnia?

EP: Nunca, nunca se canse de beber isso. √Č muito bom! (risos)

DS: Eu solicitei algumas perguntas aos f√£s para esta entrevista e fui enviado perguntando qual era a sua cena favorita de filmar.

EP: A cena do jantar quando estou no meu encontro com a Mare.

DS: Recebi alguns enviados que eram mais declara√ß√Ķes do que perguntas. Eles basicamente disseram “Oh meu Deus … Oh meu Deus, eu te amo”.

EP: (risos) Obrigado!

DS: Você trabalharia com Brad novamente?

EP: Com certeza, num piscar de olhos, gostei de trabalhar com ele.

DS: Você faria uma sequência de Mare, onde vemos as raízes de Zabel?

EP: Estou muito satisfeito com a jornada do meu personagem e não acho que isso seja possível, mas eu trabalharia com Brad em quase tudo.

DS: Não tenho certeza de como você faria isso, já que seu personagem está morto.

EP: (risos) Concordo.

Mare of Easttown está disponível para assinantes do serviço HBO Max. Evan Peters está elegível para concorrer ao Emmy de Melhor Ator Coadjuvante em Série Limitada, Série de Antologia ou Filme.

Leia a entrevista completa em inglês aqui.